Uma História Infantil

Como contar histórias para crianças

Pais, profissionais que trabalham na área da educação infantil ou professores de escola bíblica, todos podem aprender técnicas de como contar histórias para crianças.

Buscar ideias vai permitir contar histórias de forma divertida, seja utilizando as imagens de um livro ou outros recursos, na hora de dormir ou em qualquer momento do dia.

Com a finalidade de informar ou educar, a prática de contar histórias é da natureza humana. Por meio da imagem, gestos e voz, a narrativa não é de hoje, vem de tempos remotos.

A história da contação de histórias

Como contar histórias para criançasA narrativa tem origem nas histórias visuais, através dos desenhos em cavernas e, posteriormente, pela tradição oral, quando, de boca em boca, as histórias foram transmitidas de geração em geração.

Hoje a tecnologia permite que as histórias sejam contadas em vários formatos: vídeos, fotografias e textos, em jornais, revistas e filmes, na televisão ou redes sociais, enfim.

Para explicar que nem sempre foi assim, como nos dias atuais, escrevemos um artigo à parte, que traz informações da evolução da narrativa, e pode ser lido em “A história da contação de histórias“.

Saiba a diferença entre contar, ler e interpretar histórias

Saiba a diferença entre contar, ler e interpretar uma históriaHá algumas diferenças entre as práticas de contar, ler e interpretar histórias para crianças. Para saber como e quando lançar mão de cada uma das formas, segue abaixo a distinção:

Leitura – sem fazer adaptações, é ler a história na íntegra para a criança.

Interpretação – é decorar e fazer um teatro da história, sem o livro em mãos, porém conforme está escrito.

Contação – também sem o livro, o contador repassa, com criatividade, uma informação ao ouvinte, preservando a estrutura original da história.

Porque é importante contar histórias para crianças?

Porque contar histórias para crianças?No objetivo de inserir os pequenos na sociedade, a leitura, contação e interpretação de histórias é indispensável, meio pelo qual se pode transmitir valores morais e princípios para a vida.

As crianças que são envolvidas em práticas relacionadas às histórias podem experimentar benefícios no desenvolvimento, tais como:

  • aprender a língua;
  • ouvir os sons;
  • entender o tempo (passado, presente e futuro);
  • explorar a imaginação;
  • desenvolver o raciocínio;
  • propor soluções;
  • se formar um leitor
Dentre vários benefícios, está a possibilidade de a criança desejar aprender a contar histórias aos colegas, além de pesquisar outros contadores e contos para levar adiante.

Dicas para contar histórias para crianças

Dicas para contar histórias para criançasAs recomendações abaixo podem ser seguidas na hora de contar, ler ou interpretar histórias para crianças. Eis o resumo de várias e boas dicas:

  1. Conteúdo – escolha um tema de acordo com a idade dos pequenos, e priorize histórias boas de contar, que despertem o interesse e a atenção deles.
  2. Momento e espaço – discernir a hora de introduzir uma história é fundamental, e a escolha de um local agradável e confortável também é importante.
  3. Recursos visuais – é importante explorar os recursos visuais, utilizando cores fortes em desenhos, imagens, fantoches e outros objetos.
  4. Reprodução de sons – em conjunto com o recursos  que atraem a visão, os sons podem reforçar a memorização e tornar a experiência das crianças ainda mais marcante.
  5. Entonação da voz – uma boa entonação de voz permite dar entendimento aos ouvintes dos momentos de agudos e graves, fracos e fortes da história.
  6. Contato visual – observar o olhar dos ouvintes, nos vários momentos da contação, permite perceber a recepção, melhorar a interação e corrigir o que precisar.
  7. Gestos – é importante buscar a sincronia entre a história que está sendo contada, o tom de voz utilizado no momento e o gestual, tudo se complementando.
  8. Saber iniciar e terminar – a história pode se iniciar com um “Há muito tempo atrás, na…” e terminar com um “então o patinho foi embora, e a história terminou”.
Essas são algumas boas práticas do que lemos e das vivências ao ensinar alunos e filhos. Deixe-nos saber abaixo se você gostou e se tem mais ideias para compartilhar!

Envie aos amigos

Facebook
WhatsApp
Imprimir

Comentários

Você também pode gostar de ler: